Nossa Localização

Localização

ANASTÁCIA

Centro de Terapias Alternativas

Dinheiro e o Reiki

  • Categoria: Textos
  • Publicado em segunda, 27 julho 2015 09:58
  • Escrito por Sérgio Silveira
  • Visualizações: 5950
Dinheiro e o Reiki
A importância do dinheiro na nossa vida vai muito mais além do que ele pode comprar. O dinheiro está muito presente em todos os aspetos da nossa vida que envolve a educação e religião.
E ainda influi fortemente nas nossas relações sentimentais. Mas nos tempos atuais, quem nunca ouviu falar de casamentos e amizades abaladas por crises financeiras? Devemos então entender para que qualquer pessoa deseje entender o significado da sua própria vida, é muito imperativo compreender que o dinheiro é como uma energia. E, por incrível que pareça, aí se refletem as nossas emoções. O que temos de compreender é que o dinheiro e afeto estão intimamente ligados, pois a primeira coisa para se dar bem com o dinheiro é perceber que ele é uma energia de troca. Assim como as relações afetivas exigem tanto equilíbrio no fluxo de dar, como de receber. Sabemos de antemão quem tem problemas financeiros, certamente terá dificuldades afetivas, e por isso demonstra-se que as trocas estão descompensadas. Segundo os princípios do Reiki, não é o trabalho ou a herança que geram a riqueza, mas sim os pensamentos que temos a respeito do dinheiro. 

DEVEMOS COBRAR DINHEIRO COM O REIKI

Esta questão é tão íntima quanto os dados a respeito do saldo bancário ou a nossa vida íntima, que geralmente mantemos em sigilo. E aí está, mais um fator que aproxima o dinheiro do processo de auto conhecimento. Só nos podemos decidir sobre esses campos fundamentais da vida, ou seja, tanto quanto os sentimentos, o dinheiro nos remete a nós mesmos e a nossa ação no mundo. Primeiro há que entender que o sucesso financeiro e espiritual, segundo os princípios do Reiki, obedecem a cinco leis ou ações, fundamentais. Estas leis baseiam-se num princípio básico que passa por aplicar na nossa vida de forma a podermos ser compensados pelos nossos esforços. 
 
1. Ganhar o dinheiro suficiente pelo nosso trabalho efetuado honradamente. 
2. Gastar ou negociar o que ganhamos com o nosso trabalho.
3. Fazer circular os dinheiros que realizamos com o nosso trabalho.
4. Poupar para realizar sonhos no futuro próximo.
5. Investir, isto é, arriscar um pouco de cada ganho e nunca tudo, em novos investimentos, mesmo que haja algum risco de perder. 
 
Sabemos que a nossa cultura nos incutiu a crença de que o dinheiro é sujo e mau, que contém impurezas. Multiplicar os seus ganhos e nem por isso se torna mais materialista ou ganancioso, bem pelo contrário, isso lhe dará mais força para fazer trabalhos voluntários e ajudar os outros em prol de si. Nem sempre de ar e vento se alimenta o espírito e o corpo, e se não fornecermos o alimento do corpo, acabaremos por terminar a nossa caminhada sem a realização e materialização daquilo que o ser humano procura: a felicidade.
 
Queremos então dizer que quando cobramos dinheiro no Reiki, cobramos sempre na perspetiva do tempo que passamos a estudar e aplicar esta filosofia. Esse dinheiro também serve para contribuir um pouco pelos investimentos que um profissional de Reiki, despensa para poder estar disponível para receber e ajudar outros, e isso naturalmente faz parte da nossa vida diária, também com outras áreas profissionais. Nesta forma de vivência mais simples, deve haver sempre atitudes saudáveis e corretas de quem nos procura, pois nunca houve uma época de tão grande consumo e, ao mesmo tempo, tantas pessoas se sentem insatisfeitas. Sair desse círculo vicioso é uma forma de gerar bem-estar para si mesmo e para todos os que estão à sua volta. Quem faz isso é realmente rico, acredita o verdadeiro Reikiano. 
 
“Se recebe com alegria, nada será pouco. Porém o muito para quem está de mal com a vida significa pouco”.

 

Comentar


Morada

Rua do Xisto 150 . Maia . Portugal
Tel: 96576 3788 
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Aqui tem acesso à nossa morada e dados de contacto. Após a sua visita online, aguardamos a sua visita presencial.

Newsletter

Inscreva-se na nossa lista de e-mails e será atualizado com as últimas notícias.

Registar na newsletter