Nossa Localização

Localização

ANASTÁCIA

Centro de Terapias Alternativas

Cores dos alimentos

  • Categoria: Textos
  • Publicado em terça, 03 fevereiro 2015 09:58
  • Escrito por Sérgio Silveira
  • Visualizações: 10187

As cores dos alimentos

Como Mestre de Reiki somos tentados a procurar uma alimentação saudável, para combater o stress, a ansiedade e as tensões da vida.

Daí ser importante, comer saudavelmente e cuidar do corpo. Por isso, há imensas razões para desfrutar de uma alimentação à base de cereais integrais, vegetais, cobre e selénio. Quando chega a hora de escolher os alimentos, estejam atentos à própria cor dos alimentos. A sua cor é importante pois indica o estado de saúde desse alimento e é aqui que entram os fitoquímicos. A palavra ‘’fitoquímico’’ significa literalmente química do fito ou planta, e dá a tonalidade mais viva ao alimento que vamos consumir. Desde a tonalidade verde profundo da maçã, ao cheiro da manga, os fitoquímicos ajudam a dar aos alimentos e às plantas as suas diversas cores, cheiros, sabores e outras propriedades sensoriais. 

Os fitoquímicos ajudam também a indicar a saúde de um alimento, ou da planta, quando está pronta a ser consumida, e ainda principalmente que tipos de nutrientes estão presentes. Sabemos nós que, e é esta a forma como as plantas anunciam aos insetos que vão polinizar as suas sementes que são uma excelente fonte de alimento, e desta forma garantem a sua sobrevivência.

Até hoje muitos dos benefícios dos fitoquímicos permanecem ainda um grande mistério para a ciência. O que sabemos é que trabalha em conjugação com os outros nutrientes para manter o corpo no seu estado saudável. E assim é um motivo, mais do que suficiente para fazer todas as nossas refeições coloridas e cheias de vegetais. Conhecemos atualmente mais de 12.000 fitoquímicos conhecidos nos alimentos vegetais que comemos. Em baixo, deixo algumas das substâncias químicas naturais que beneficiem a nossa saúde.

 

ALIMENTOS EM TONS DE VERMELHO

Os frutos e vegetais avermelhados obtêm a sua cor principalmente dos pigmentos naturais das plantas chamadas de licopeno (é uma substância carotenóide que dá a cor avermelhada ao tomate, melância, goiaba, entre outros alimentos. É um antioxidante que, quando absorvido pelo organismo, ajuda a impedir e reparar os danos das células causadas pelos radicais livres) e antocianinas (a sua função é a proteção das plantas, as suas flores e seus frutos contra a luz ultravioleta (UV) e evitam a produção de radicais livres. São sempre encontradas na forma de glicosídeos facilmente hidrolisados por aquecimento em meio ácido, resultando em açúcares e agliconas). Conhecemos o licopeno pois é um poderoso antioxidante encontrado nos tomates, melancia e na toranja. As antocianinas são também um poderoso antioxidante presente nos morangos, framboesas e uvas pretas.

Benefícios para a saúde: 

reduz o risco de ataques cardíacos, e de alguns tipos de cancro, principalmente o da próstata. Melhora a saúde do coração e do metabolismo do corpo.

Exemplos: Maçãs vermelhas, beterraba, repolho roxo, cerejas, mirtilo, toranja, uvas vermelhas, pimentos vermelhos, romãs, morangos, framboesas, tomate, melancia e goiaba.

 

ALIMENTOS EM TONS DE VERDE

Os frutos e vegetais verdes obtêm a sua cor de plantas chamadas de clorofila. Alguns destes frutos e vegetais, tais como legumes de folhas verdes, pistacho, ervilha, pepino e aipo, contêm também luteína, um fitoquímico importante para a saúde dos olhos.

Benefícios para a saúde: 

A luteína, em conjunto com outros nutrientes ajuda a manter os olhos saudáveis, reduzindo o risco de cataratas. As folhas verdes tais como espinafres e brócolos são excelentes fontes de folato (é necessário para a síntese, reparação e funcionamento do DNA e RNA, os suportes da vida. Esta vitamina é necessária para a produção e manutenção das novas células e é especialmente importante durante os períodos de crescimento rápido, como na infância e gravidez. Tanto os adultos como as crianças necessitam de folato para uma produção normal de glóbulos vermelhos e prevenir a anemia), vitamina B que ajuda a reduzir o risco de defeitos congénitos, para além de serem uma excelente fonte de vitamina K, essencial na formação de coágulos de sangue, potássio, alguns carotenoides e ácidos gordos ómega 3.

Exemplos: Maçãs verdes, espargos, abacates, couve, feijão-verde, brócolos, couves de Bruxelas, repolho, pepino, uvas verdes, melão verde, kiwi, alface, alho francês, ervilhas, pimentos verdes e espinafre.

 

ALIMENTOS EM TONS DE AZUIS E ROXO

Os frutos e vegetais azuis e roxos devem a sua cor aos pigmentos naturais de plantas chamadas antocianinas. As antocianinas atuam como potentes antioxidantes protegendo as células contra danos. Embora os frutos e vegetais vermelhos e rosas também sejam ricos em antocianinas, de um modo geral, quanto mais escuro for o tom, maior a concentração de fitoquímicos.

Benefícios para a saúde: 

As antocianinas regulam a pressão arterial, reduzem o risco de doenças cardíacas (impedindo formações de coágulos não naturais), melhoram a função da memória e diminuem o risco de cancro.

Exemplos: amoras, mirtilos, beringelas, figos, ameixas, uvas roxas e passas.

 

ALIMENTOS EM TOM DE AMARELO

Os frutos e vegetais amarelos e cor de laranja obtêm a sua cor dos pigmentos naturais de plantas (fitoquímicos) chamados carotenoides, muitos deles convertíveis em vitamina A.

Benefícios para a saúde: 

A vitamina A é essencial para a visão e sistema imunológico, assim como para a saúde da pele e dos ossos. Os cientistas afirmam que alimentos ricos em carotenoide reduzem o risco de doenças do coração e cancro, principalmente nos pulmões, esófago e estômago e melhoram as funções do sistema imunológico.

Exemplos: Maçãs amarelas, damascos, melão, cenoura, manga, nectarina, laranja, papaia, pêssego, pera, pimento amarelo, abacaxi, abóbora, batata-doce, tangerina, tomate amarelo e limões.

 

ALIMENTOS EM TOM DE BRANCO

Frutos e vegetais brancos derivam a sua cor de fitoquímicos chamados antoxantina.

Benefícios para a saúde: 

Muitos frutos e vegetais brancos contêm alicina (por exemplo o alho é utilizado desde a antiguidade como remédio, sendo usado no Antigo Egito na composição de vários medicamentos. As suas propriedades antimicrobianas e os seus efeitos benéficos para o coração e circulação sanguínea já eram valorizados na Idade Média. Possui um ótimo valor nutricional, possuindo vitaminas (A, B2, B6, C), aminoácidos, adenosina, sais minerais (ferro, silício, iodo) e enzimas e compostos biologicamente ativos, como a alicina. O alho costuma ser indicado como auxiliar no tratamento de hipertensão arterial leve, redução dos níveis de colesterol e prevenção das doenças ateroscleróticas. Também se atribui ao alho a capacidade de prevenir resfriados e outras doenças infeciosas, e de tratar infeções bacterianas e fúngicas) que ajuda a baixar o colesterol e a pressão arterial e reduz o risco de cancro no estômago e de doenças cardíacas.

Exemplos: Banana, couve-flor, alho, gengibre, cogumelos, cebolas, batatas e nabos.

 

Comentários   
#2 Paulo Cron 05-04-2015 20:15
Muito bom este texto sobre a alimentação. Um dia destes vou fazer uma visita.
Citar
#1 Sandra Fonseca 22-02-2015 21:36
Não sabia o efeitos das cores na saúde através da cromoterapia. Muito interessante este texto e a forma de explicar as cores nos alimentos.
Citar
Comentar


Morada

Rua do Xisto 150 . Maia . Portugal
Tel: 96576 3788 
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Aqui tem acesso à nossa morada e dados de contacto. Após a sua visita online, aguardamos a sua visita presencial.

Newsletter

Inscreva-se na nossa lista de e-mails e será atualizado com as últimas notícias.

Registar na newsletter