Oricha Ochún

Oricha Ochún

Yalorde é um dos muitos nomes que se conhece a Ochún, e significa a rainha e deusa do mel, e com essa doçura conseguiu tirar Oggún do monte. As demais orichas a tentaram e não puderam e quando pediu permissão a Olofi para fazer, todas as orichas riram-se dela.

Entretanto, Ochún foi ao monte e colocou mel nos lábios de Oggún, e quando esse provou a doçura do mel de Ochún, então saiu do monte por livre vontade. Se diz que Yalorde teve amores com todos os orichas, que conhece os seus segredos e que todos a respeitam e a desejam. Ela é a rainha da doçura, do amor, do ouro, dos lagos e águas doces, tem o atributo de ser a salvadora do mundo. Quando o céu e a terra começaram a guerrear, então a terra sofria de inundações constantes por parte do mar, e os pássaros tratam de chegar de onde estava Olodumaré para levar o recado das pessoas da terra do que se estava a passar.

No entanto, apesar de todos os esforços ninguém conseguir avisar Olodumaré, quando a Aura Tinõsa disse que podia chegar de onde estava Olodumaré, e todos riram mais uma vez, pois este pássaro tão feio conseguira chegar tão longe. Mas, não sabiam que Ochún na sua etapa era Aura Tinõsa, e ela seguiu o seu caminho na tentativa de chegar a Olodumaré com a mensagem das pessoas da terra.

É aqui onde Yalorde converte-se em mensageira de Olodumaré, sendo este o motivo de que todos os orichas quando vão coroar tenham de ir a Ilé de Ochún para dar conta do que vão fazer, para que tudo saia bem e bonito, e sem problemas. O caminho de Ochún quando foi ao céu era Ibu Cole, ou seja, Aura Tinõsa. Os diversos caminhos de Ochún são, Ibu Cole (Aura Tinõsa), Ibu Acuaro (Cordoniz), Alolodi (Aperbi de Orunla, ou a cascata do rio), Ibu Yumu (a moeda de ouro) e Ibu Ana (dos pântanos e montes, feiticeira e Palera).

Muitas pessoas que não conhecem a religião, dizem que ela foi uma mulher da vida, mas isso é uma calúnia, já que ela teve amores com muitos orichas, mas em distintas etapas das suas vidas. Em cada etapa foi sempre mulher de um só homem, mas nunca de dois de uma só vez. Por este atributo corresponde a Deusa do Amor, que herdou da sua mãe Yembó, ou seja, Yemajá, e é uma das orichas que todos a desejam pela sua herança, onde foi deixado um pavão real, um coral e uma coroa.

Tudo isso chegou através da sua mãe por ser tão bela e doce, pois Ochún é a mais pequena das orichas, menor que Obá e Oyá, mas fez que as orichas maiores a respeitassem, pois foi ela que colocou os seus atributos para acalmar a ação destruidora das orichas quando houve uma disputa com Changó. Ochún reina no oddu 5, e neste oddu de Oché quer dizer sangue que corre nas veias, é um dos caminhos de infeções, pois nasce a palavra e o sangue vermelho que corre no corpo, este é outro dos motivos da grandeza de Ochún. Desejo aclarar quando digo Yalorde é a rainha do amor, isto não significa ser onde nasce o amor, pois este nasce em 8-7, e nasce do encontro da terra e o mar, nasce Yemanjá e oricha Oko e o casamento perfeito de destes dois orichas.

 

Dia da semana: sábado.

Cores dos colares: amarelo e branco.

Saudação: Illami eguio Yalorde Ochún, quer dizer “Mãe, bênção Rainha Ochún”.

Comidas e frutas: coco, pão, mel, papaia, milho-torrado, rebuçados e laranjas.

 

Morada

Rua do Xisto, n.º 150 . 4475-509 Maia . Portugal
Tel: 965 763 788
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário: De 2.º a Sábado das 10:00h às 19:30h

Livro de Reclamações