Oricha Obatalá

Oricha Obatalá

É o criador dos demais orichas, e Obatalá está representado na criatividade do resto dos orichas. Quando criou a vida humana na terra, fez a sua semelhança equivalente a Adão, e encarregou-se de cuidar do planeta e de todas as suas criaturas. Este comanda este mundo e cuida que tudo corra bem. É o verdadeiro representante de Olodumare na Ara (terra).

Ele é um oricha notável e respeitado no Panteão Yoruba, onde Olodumaré deu a missão ensinar a todos os Ochas. Este oricha nasce da luz e escuridão, a vida e a morte, o bom e o mau, assim como o sangue. Ele tem o poder sobre todos os orichas, e quando existe uma guerra entre orichas, é ele o apaziguador que impõe respeito. Obatalá é o único juiz desta religião, pois a sua palavra é lei. É a divindade das nossas casas e será a ele que recorremos para obter uma habitação.

Em Obatalá nasce o puro e o espiritual desta vida, é o único oricha que fala em todos os signos do Diloggun. Sabe-se quando Olokun travou uma guerra com a terra com ondas altas e fortes, pelos filhos da terra poluíam o mar, quem acalmou a ira de Olokun foi Obatalá. Sem importar qual seja o seu oricha de cabeça, tem sempre de estar encostado a este oricha para que a paz reine na sua vida e Ilé (casa). Obatala é a cabeça desta religião, e quando existem problemas de justiça, pede-se a Obatalá através de uma rogação de cabeça para que tudo corra bem.

Este oricha encarrega-se de julgar tudo o que acontece na terra, e quando oiço e vejo alguém a fazer mal a alguém, penso com segurança não sabe o que faz porque o que faz hoje, irá pagar em breve sem dúvidas. Obatalá encarrega-se de fazer pagar com lágrimas de sangue o mal que fez aos outros. Este oricha é para fazer sempre o bem e nunca o mal, e quando uma pessoa se dedica a esta religião tem de aprender que tudo nesta vida se recebe mais cedo ou mais tarde. A partir do momento que uma pessoa tenha este oricha consagrado, tudo o que seja de Palo, Bruxaria ou Feitiçaria deve deixar de lado, porque agora só depende de Obatalá e Olodumare.

Obatalá é a maior divindade do panteão yorubá já que está ligado na terra a Olofi, que se encarrega da justiça e paz de todos os seres humanos. A palavra Obba em yorubá significa poderoso, expansão e criação e unidos a palavra Obatalá significa Rei de todos os orichas. Tem 16 nomes e caminhos, que indicam as diferentes etapas da sua vida, desde Allaguna, Acho, Osagrinan, Obbamoro, Llecu-llecu, Aggeema, Llelu, Llembo, Ogga, Orolu, Elefuro, Ochanla, Allalua, Olollu-ocumi, Obalufun, Oque-ilu e Iroco.

Entre estes Obatalás existem alguns que tem caraterísticas femininas que são Elefuro, Agguema, Llembo, Iroco e Ochanla. Quando algum iniciado saí Obatalá com caraterísticas de mulher, tem que receber mais alguns orichas numa cerimónia posterior. Obatalá é o encarregado de julgar na terra, com o objetivo que quando chegamos a Olodumare estejamos “limpos” para conviver com Deus.

 

Dia da semana: sexta-feira.

Cores dos colares: branco.

Saudação: Abukuun Abusi Baba Obba que significa “Bênção, o meu Pai Poderoso”.

Comidas e frutas: ananás, abacaxi, pera, uvas-brancas, arroz-doce.

 

Morada

Rua do Xisto, n.º 150 . 4475-509 Maia . Portugal
Tel: 965 763 788
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário: De 2.º a Sábado das 10:00h às 19:30h

Livro de Reclamações