Nossa Localização

Localização

ANASTÁCIA

Centro de Terapias Alternativas

Mandala no Reiki

  • Categoria: Textos
  • Publicado em quinta, 01 agosto 2019 10:01
  • Escrito por Sérgio Silveira
  • Visualizações: 3814

Mandala no Reiki

Esta técnica tibetana foi introduzida nas práticas do Reiki, com o objetivo de desenvolver um fluxo contínuo de energia para que determinado objetivo se concretize.

Como por exemplo uma cura ou proteção, com a ajuda de cristais dispostos numa forma específica. Este método não faz parte dos ensinamentos originais de Mikao Usui. Para criar uma Mandala de Cristais, são obviamente necessários alguns cristais. Caso se esteja a iniciar no maravilhoso mundo dos cristais, existe já muita literatura dedicada à seleção e cuidados com os mesmos, sendo aconselhável ler alguns livros para se sentir mais à vontade com o seu manuseamento e com a criação de uma relação com as pedras que vier a adquirir.

De qualquer forma e em traços muito gerais, uma vez tendo escolhido os seus cristais, é necessário limpá-los e purifica-los (ver textos em anexo sobre limpeza dos cristais). Depois de limpos, programam-se e purificam-se com o Dai-Ko-Myo (ou com o Sei-Heki e Cho-ku-Rei caso seja praticante de Grau II), de modo a que a sua energia somente seja utilizada para o bem supremo da(s) pessoa(s) envolvida(s) na Mandala que for efetuar. Encontre seguidamente um local, de preferência sossegado, para colocar a sua mandala de cristais.

Decida então, o modelo que pretende usar para a mandala. Pode ser em forma de cruz, de pentágono (figura de cinco lados) ou outra de sua preferência. Alguns Mestres usam, um modelo de oito lados, mas eu tenho preferência pelos de cinco lados. Uma vez tendo elegido o seu modelo para a Mandala, escolha os cristais que a vão constituir; dê uma atenção especial à Força Central ou Cristal Mestre que vai utilizar. Olhe bem para os seus cristais e deixe que um deles lhe "diga" que pretende ser o mestre da sua mandala. Se a sua afinidade com as suas pedras ainda não permite estabelecer algum tipo de comunicação, escolha você o cristal mestre tendo em conta que este deve ser poderoso.

Enquanto, as pedras constituintes do modelo podem ser de qualquer tipo (por exemplo quartzo rosa, ametista, ou outra), para o cristal mestre escolha por exemplo, uma pirâmide ou uma bola de cristal. Caso seja complicado conseguir um destes cristais, porque são caros ou difíceis de encontrar, escolha aquele que mais gostar para ser o cristal mestre da sua mandala.

Coloca-se então os cristais em pontos simétricos de forma a fazer o modelo escolhido, o qual poderá ter como diâmetro cerca de 30 cm. Caso utilize cristais laser (com uma ponta terminada) direcione as pontas para o centro da mandala. De seguida, carregam-se os cristais com Reiki individualmente.

Pode-se aplicar diretamente o Reiki, em cada cristal, utilizando o método concha. O cristal mestre deve ser o último a ser energizado e a ser colocado no seu lugar, ou seja, no centro da mandala. Depois, programa-se através duma oração, a mandala para o seu uso específico; pode ser por exemplo para uma cura, para proteção, para alcançar determinado objetivo, etc. Pode-se usar também, a fotografia da pessoa que necessita de cura ou proteção, ou escrever num papel a sua intenção, desenhando lá os quatro símbolos do Reiki.

 

EXEMPLOS:

"Estou perfeitamente protegido de qualquer energia dissonante ou negativa" ou "A Sr.ª X é curada da doença Y em todos os nível do seu ser" ou "Encontro o emprego que serve o meu propósito supremo"

Seguidamente envia-se Reiki para toda a mandala de cristais fazendo ligações entre todas as pedras. Começa-se pelo exterior, no sentido horário e percorre-se todas as pedras até ao cristal mestre no centro. Pode-se continuar a afirmar a intenção enquanto se faz este processo, com cada pedra. O Processo está concluído. Resta energizar a mandala de cristais, com cerca de 10 minutos de Reiki todos os dias, até que o objetivo se concretize. Após o envio diário, agradeça sempre aos Cristais e ao Reiki.

 

O SELO DE SALOMÃO

O Selo de Salomão é assim chamado devido a uma estrela de seis pontas, formada a partir de dois triângulos entrelaçados, frequentemente usada nos textos de magia medieval atribuídos ao Rei Salomão. O símbolo, representa a interação dos quatro elementos e a união entre o céu e a terra. O Selo de Salomão pode ser usado sempre que haja necessidade de relaxar, física e mentalmente.

Renova as energias do corpo e dissipa o stress. Também pode usar-se numa parte específica do corpo que necessite de ser tratada. Dependendo de onde reside o problema, poderá necessitar de ter algumas pedras sobre o corpo e outras fora dele. Isso não importa - desde que as pedras formem a estrela necessária e permaneçam dentro do campo energético, funcionarão.

 

1. Vai precisar de seis pontas de cristal de rocha, que devem ser regularmente dispostas em estrela em redor do corpo: aos pés, à cabeça, ao nível dos ombros e dos joelhos. Quando as pontas estiverem voltadas para fora ocorrerá uma libertação do excesso de energia. Quando viradas para o corpo, haverá um efeito de carga, revigorante.

2. Comece com as pontas voltadas para fora durante cerca de cinco minutos e depois inverta as pedras para que o corpo seja inundado de energia nova durante um ou dois minutos. Se sentir qualquer desconforto quando as pedras estiverem na primeira posição, experimente começar com a outra.

3. Para tratar uma parte do corpo, coloque as seis pedras de quartzo, com as pontas viradas para fora, em volta dessa zona durante algum tempo e depois volte os cristais, nos mesmos lugares, com as pontas para dentro. Por vezes é adequado pôr outro cristal no meio das pontas de quartzo, para que atue como alvo para a energia curativa.

4. Pode escolher intuitivamente a pedra para o centro da estrela ou selecionar uma de acordo com o código de cores usando, por exemplo, verde para acalmar, ativando com vermelho ou arrefecendo com azul.

 

EXPLORAR OS SEUS CRISTAIS

Quando adquirir um novo cristal, é boa ideia dedicar algum tempo à sua exploração. Isto é útil para desenvolver a sua sensibilidade ao campo de energia subtil.

 

1. Examine o seu cristal de todos os ângulos possíveis; depois feche os olhos e segure-o com ambas as mãos durante um ou dois minutos. Note quaisquer impressões em pensamentos que possam ter.

2. Segure o cristal perto do seu plexo solar e, enquanto expira, imagine o ar passando sobre a extremidade da pedra. Em seguida, ao inspirar, imagine o ar entrando através do cristal, diretamente para o seu abdómen. Continue este ciclo para formar um circuito de energia e depois relaxe.

3. Sente-se tranquilamente de olhos fechados e depois abra-os, olhe para o cristal à sua frente. Feche os olhos passados alguns minutos e, em seguida, pegue no cristal. Note quaisquer alterações no modo como se sente.

4. Segure a pedra com a mão esquerda, pouse-a e apanhe-a com a direita. Repita várias vezes.

5. Coloque o cristal nos seus chakras - os mais sensíveis são, em geral, o plexo solar, o coração e o chakra do terceiro olho.

6. Coloque o cristal junto do corpo enquanto se deita. Como o sente nos diferentes lados do corpo? Perto da cabeça? Perto dos pés?

 

UM EXERCÍCIO DE VISUALIZAÇÃO PARA EXPLORAR UM CRISTAL

Para este exercício de visualização escolha um dos seus cristais favoritos, um que já conheça bastante bem.

 

1. Sente-se numa posição descontraída, segurando a pedra com as duas mãos. Leve alguns momentos para relaxar e se concentrar no cristal que tem nas mãos.

2. Devagar, deixe a sua consciência flutuar, descendo até ao cristal até chegar a um ponto em que pareça encontrar repouso.

3. No olho da sua mente, identifique o modo como sente o cristal. É quente ou húmido? Frio ou seco? Liso ou áspero? Demore um ou dois minutos explorando a energia do cristal através do seu tato interior.

4. Agora relaxe novamente e volte a sua atenção para qualquer tipo de som dentro do cristal, quer lhe pareça um tom, pulsação ou melodia. É agudo ou grave? Simples ou complexo? Escute os sons do cristal por uns momentos e depois volte a relaxar.

5. Respire profundamente algumas vezes e depois imagine que inala a energia do cristal pelas narinas. Que cheiro e que sabor tem o cristal? Consegue identificá-los?

6. Relaxe novamente e em seguida abra os seus olhos interiores. Imagine o aspeto da estrutura e da energia do seu cristal: o tipo de luz, as imagens, as paisagens, cenas e figuras que possam estar relacionadas consigo. Não tente analisar o que vê; deixe apenas correr as imagens diante dos seus olhos.

7. Agora atente mais uma vez no gosto do cristal, no seu cheiro, nos sons e no toque. Muito gradualmente, vá desviando a sua consciência do cristal, transferindo-a para: o seu corpo e para o mundo à sua volta. Tome notas para que se lembre das suas experiências.

 

(Segure o cristal perto do seu plexo solar e imagine que o ar que respira entra no seu corpo através da pedra).

 

MEDITAR COM OS CRISTAIS

Há muito que o cristal de rocha é usado como auxiliar da meditação e contemplação. Fitar o cristal transparente possui um efeito muito calmante sobre a mente - estamos a olhar para uma matéria sólida que possui uma ordem e estabilidade extraordinárias. A contemplação do cristal pode ajudar a resolver problemas.

Se tem algum problema ou preocupação em especial, pense durante um ou dois minutos nessa situação e em seguida olhe fixamente para o interior do cristal. Não se preocupe com os pensamentos: limite-se a deixá-los ir e vir. Á medida que a sua mente acalma, poderá acontecer que encontre uma solução ou que, mais tarde, lhe venha à cabeça uma ideia.

Sentar-se tranquilamente com os seus cristais pode dar-lhe um maior conhecimento do modo como eles funcionam e de como os pode usar como ferramentas terapêuticas, bem como desenvolver a sua sensibilidade às energias. Sente-se confortavelmente e fite um cristal. Demore a olhá-lo de perto e em pormenor e depois relaxe a sua concentração. Dê atenção ao que possa estar a sentir e às características dos seus pensamentos.

São calmos ou agitados? Contém uma determinada emoção em recordação? Note quaisquer sensações corporais. Passado mais ou menos um minuto afaste o cristal de si e escolha outro. Repita o processo e compare as experiências. Quando tiver terminado, sente-se de olhos fechados por uns momentos e respire lenta e profundamente.

Segure um quartzo defumado na mão esquerda e um cristal de rocha na direita. Sente-se tranquilamente de olhos fechados ou fixando suavemente outro cristal. Passados alguns momentos, troque os cristais de mão: Que diferença sente? Quando tiver encontrado uma combinação confortável e eficaz, sente-se todos os dias por alguns minutos com os seus cristais.

Coloque ou segure o cristal a uma distância confortável de modo a poder, com facilidade, olhar fixa e profundamente a pedra. Não se preocupe com os pensamentos ou em "fazer tudo certo". Limite-se a relaxar e a fitar a pedra. Passados alguns minutos feche suavemente os olhos. Se sentir tensão ou pressão em algum sitio, respire lenta e profundamente algumas vezes e, conscientemente, relaxe de novo.

Se desejar, repita este processo várias vezes. Quando decidir terminar o exercício de meditação, espere um pouco antes de retomar a sua atividade diária. Se tiver dificuldades em ficar quieto com um cristal, use a sua criatividade e faça um padrão ou mandala com as suas pedras. Esta forma de contemplação ativa pode ser tão reveladora e relaxante como "não fazer nada". Se tiver espaço, pode ser interessante fazer uma grande mandala de pedras no chão e ficar durante algum tempo sentado no seu centro.

 

CURAR SEGURANDO OS CRISTAIS

Sempre que desejamos o bem a alguém existe um fluxo de energia terapêutico natural. Este fluxo pode ser concentrado e intensificado usando um cristal de quartzo em combinação com pensamentos orientados. Seguem-se alguns exercícios que utilizam técnicas simples de imaginação e visualização, que dirigem a energia para onde ela é necessária. Um cristal de quartzo dirigirá o fluxo de energia para o corpo ou para longe dele, dependendo de para onde a ponta está virada. Pode segurar-se uma pedra adicional na mão que "absorve" ou "recebe".

Isto ajudará a dirigir com grande clareza a energia curativa na sua mente e, se escolher o tipo adequado de pedra, os efeitos serão acentuados. Por exemplo, usar um quartzo rutilado concentrará as energias relacionadas com a regeneração de tecidos e nervos, enquanto um quartzo rosa diminuirá o stress emocional e acariciará a hiperatividade. Uma pequena esfera de cristal é uma forma útil para a receção de energias, uma vez que armazena e transmite a energia de um modo suave e homogéneo.

Se possui uma zona com excesso de energia, esta identifica-se muitas vezes por uma sensação de congestão, calor, dor, tensão, irritação, frustração ou ira. Pouse a palma da mão esquerda sobre essa zona e segure o cristal na mão direita, com a ponta longe de si, dirigida para o chão. Enquanto respira profunda e regularmente, comece a relaxar e imagine toda a energia em excesso libertando-se do seu corpo e saindo pelo cristal em direção à terra, onde pode ficar em equilíbrio. Mover o cristal em círculos pode ajudá-lo a imaginar o processo com maior clareza.

Quando tiver necessidade de recarregar a sua vitalidade, ou precisar de energia curativa adicional, pegue no cristal com a mão direita, apontando-o para a zona em questão. Mantenha a mão esquerda afastada do corpo, com a palma para cima. Enquanto respira profunda e regularmente, imagine as energias curativas do universo entrando pela sua mão voltada para cima, passando através do cristal e entrando no seu corpo.

 

1. Pode também aplicar o método do cristal na mão a outra pessoa. Para dissipar a energia indesejada, libertar tensões e ajudar a relaxar, mantenha a mão "recetora" junto a estas e, com o quartzo na mão "diretora", deixe escoar o excesso para a terra. Pode achar que mover o quartzo em pequenos círculos ajuda a acelerar o processo. Tente tanto no sentido dos ponteiros do relógio como no oposto para ve­r qual é melhor.

2. Quando terminar, é boa ideia recarregar a aura com energia revitalizadora, portanto segure agora o cristal com a mão "diretora" e com a ponta voltada para o corpo. Mantenha a outra mão, a "recetora", com a palma para cima e deixe que a energia universal de vida flua através do cristal em direção à zona previamente limpa.

 

Outro método curativo eficaz é passar um cristal através dos corpos subtis. Comece pelos pés e suba lentamente pelo corpo descrevendo círculos cada vez maiores, voltando sempre ao ponto de partida, entre os pés. Quando tiver traçado o maior dos círculos, que atinge o topo da cabeça, reduza gradualmente o tamanho destes movimentos e volte ao ponto de partida, entre os pés, certificando-se de que se concentra nesse ponto com algumas rotações adicionais para ajudar a "ancorar" a energia de uma forma prática. Esta é uma excelente maneira de limpar a fundo a aura de outra pessoa e remover as tensões. 

Experimente estes exercícios com as duas mãos e veja como se sente. Em geral, os dextros consideram que a mão esquerda é mais absorvente, ou "recetora", e que a direita dirige o fluxo de energia que sai. Se é esquerdino, poderá achar melhor o esquema contrário.

 

 

Comentar


Morada

Rua do Xisto 150 . Maia . Portugal
Tel: 96576 3788 
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Aqui tem acesso à nossa morada e dados de contacto. Após a sua visita online, aguardamos a sua visita presencial.

Newsletter

Inscreva-se na nossa lista de e-mails e será atualizado com as últimas notícias.

Registar na newsletter