Nossa Localização

Localização

ANASTÁCIA

Centro de Terapias Alternativas

Entrega de Colares

2020512

ORICHAS - IKÚ LOBI OCHA

Os colares de Osha (Elekes) são objetos sagrados que mantêm os iniciados protegidos e perto dos Orishas, para ajudar ao longo da vida. Eles são para a pessoa que recebe a principal representação do Oricha associada com o seu corpo. Os rituais para consagrar os colares devem ser realizados por Oloshas. Essa cerimónia é chamada de assento de Osha para iniciados. Cada Orixá tem o seu colar, mas para começar na religião, geralmente recebem cinco colares representando Eleguá, Obatalá, Yemaya, Shangô e Ochún. Eles são entregues em sequência recebida após as cerimónias realizadas para a consagração. Normalmente, a necessidade de uma pessoa para receber os colares de Osha manifesta-se através de sistema oracular da religião (dillogún) e pode ser, por diferentes razões. Para melhorar a sua saúde, proteção, vocação espiritual, porque a religião é o caminho do iniciado de Osha para resolver no futuro problemas e para melhorar as condições de trabalho, entre outros motivos.

 

Como pode ver, uma pessoa que não tem a consagração própria não pode colocar os colares sagrados de Osha, que representam os Orichas. Os Oloshas são os herdeiros dos segredos antigos. O colar de Elleguá é feito com a alternância de contas pretas e vermelhas cujo valor total deve ser um múltiplo de três. Obatalá é feito com branco e só deve ser múltiplo de oito e em determinadas circunstâncias, e Yemaya é com azul transparente em sete secções, e múltiplos de sete. Changô é feita com contas vermelhas, brancas e a soma deve ser um múltiplo de seis. A de Oxum é cinco contas amarelas, laranja e secções devem ser múltiplos de cinco. A medida do colar é do pescoço até o umbigo. Os homens usam colares dentro das roupas e mulheres usam de fora. Os colares Osha são a fundação sagrada da religião Lukumi (Santería) e merece um respeito profundo, no uso diário. As regras que regem a imposição de colares de Osha, na tradição não pode ser alterado por capricho ou ignorância.

 

A pessoa deve selecionar um Babalosha ou Iyalosha responsável para participar espiritualmente na ligação de padrinho-afilhado. As cerimónias são realizadas numa atmosfera pacífica e de emoção. Vários rituais que visam desenvolver e harmonizar o plano físico, mental e espiritual da pessoa são feitos. As cerimónias são realizadas pelo padrinho ou madrinha e Oyugbona. Para esta cerimónia deve convidar vários Oloshas a ser testemunhas desta consagração. O padrinho ou madrinha explicam as regras que deve seguir o novo iniciado de forma solene. Ele esclarece o que deve ou não fazer com os colares, além do significado do compromisso de respeito para com os seus padrinhos e à religião.

Okanbi
Com a bênção do meu Pai Aggayú e Yemanjá.
Para qualquer outra questão sobre este texto, pode-nos escrever para o nosso correio eletrónico e darei mais explicações ou retirarei dúvidas.

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Morada

Rua do Xisto 156 . Maia . Portugal
Tel: 96576 3788 
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Aqui tem acesso à nossa morada e dados de contacto. Após a sua visita online, aguardamos a sua visita presencial.

Newsletter

Inscreva-se na nossa lista de e-mails e será atualizado com as últimas notícias.

emailreiki