Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@centroanastacia.com

O que é o Tarot?

|
Escrito por Anastácia

 
o que é o tarot
 
Falar do Tarot, é falar de uma antiga arte de adivinhação que ainda hoje se mantêm viva e forte nas mentes das pessoas. Apesar do secretismo e críticas de muitos descrentes, o Tarot é uma orientação concreta e real do que se vai passar, e como podemos alterar algo na nossa vida. A verdadeira lógica consiste na orientação e encaminhamento que as cartas nos dão, e principalmente na liberdade de escolha que o ser humano possui. Para mim uma antiga arte a não esquecer e deverá ser lembrada pela eternidade.                        

As cartas de Tarot são usadas como adivinhação. O baralho de Tarot consiste de dois conjuntos de cartas, um (arcanos maiores) com 22 figuras, como o Louco, o Diabo, a Temperança, o Eremita, o Sol, os Amantes e o Enforcado. O outro conjunto tem 56 cartas, (arcanos menores) com reis, damas, e valetes de paus (agricultura), espadas (guerreiros), copas (família) e ouros ou pentáculos (comércio). 

Ninguém sabe a origem do Tarot, alguns falam do antigo Egipto e outros da antiga Mesopotâmia, mas as cartas são um sucesso no ocidente desde o fim da Idade Média. Os quatro naipes mantem-se nos nossos baralhos de 52 cartas: paus (anunciam novidades e mudanças); espadas (pressagiam infelicidade e morte); copas (pressagiam felicidade na família); ouros (pressagiam dinheiro) - Estas são as minhas associações; outros desenvolveram as suas. 

As cartas de Tarot são lidas, normalmente, por um "profissional", embora nestes dias da Nova Era, qualquer um pode comprar baralhos com instruções sobre como descobrir o seu eu real e atualizar o seu potencial. Geralmente quem deita cartas é uma mulher. Não há nada de sexista nisto: as mulheres nada podem fazer se são mais psíquicas que os homens. Pelo menos é um preconceito corrente. Nem há provas de que as mulheres possam predizer o futuro melhor que os homens. 

Porque o que está contido em cartas é um mistério. Mas, como as ciências ocultas são misteriosas, não precisamos de nos preocupar com questões de origem, causalidade ou lógica desinteressante. Há algo de romântico na noção de baralhar as cartas e expô-las, desenhar o desconhecido, ter uma vida exposta e explicada, etc. A ideia de olhar uma carta e ela revelar o futuro, têm um misticismo visionário indiscutivelmente atraente. Séculos de avanços científicos e aprendizagem não diminuíram a popularidade do oculto e de guias como o Tarot, tábuas de ouija, astrologia, I Ching, iridologia, búzios, bolas de cristal, folhas de chá, etc. 

A necessidade de ser guiado, de ser assistido nas decisões, de ser tranquilizado, pode ter as raízes em infâncias não plenas. Pois é na infância que são precisos guias, assistências e orientações. É na infância que precisamos de ser confortados e de que é normal sermos donos do nosso destino. Talvez os adultos que procuram guias no oculto representem gerações de crianças que não foram guiadas e dirigidas, mas ordenadas, não ensinadas a serem donas do seu destino, mas a serem inseguras e submissas. Há algo de atraente nestas noções, as provavelmente são lixo para desinteressantes lógicas ocultas. Apesar de tudo, as cartas são lindas.

As cartas do Tarot

As cartas do TAROT simbolizam a nossa realidade interior. As figuras nelas representadas são, na verdade, imagens de nossa alma. Elas nos possibilitam conhecer aspetos mais ocultos do nosso mundo interior. Através delas podemos descobrir aspetos insuspeitos de nossa personalidade. 

As cartas do TAROT representam a chave que nos abre a porta para um mundo de conhecimento, para uma visão renovada da realidade. À medida que o TAROT nos guia no caminho da auto - descoberta, ele passa a ser um valioso instrumento de desenvolvimento e aperfeiçoamento do nosso eu verdadeiro. 

Quando observamos uma figura contida numa carta do TAROT, é como se estivéssemos, na verdade, olhando para a nossa própria imagem refletida num espelho. Por isso essas figuras são tão significativas, tão universais e, ao mesmo tempo, tão individuais. 

Conhecer o TAROT é embarcar numa longa jornada de surpresas e aventuras, aonde o prémio pela ousadia é a aquisição de uma imensa sabedoria que, afinal, sempre esteve dentro de cada um de nós; sempre esteve ao nosso redor, apenas não a percebíamos.

 

 

Comentários   

0 #2 Sérgio 16-11-2015 15:31
Obrigado Raquel pelo seu comentário.
As cartas são, e serão sempre ótimas conselheiras no aconselhamento de quem as procura.
Citar
0 #1 Raquel Soares 16-11-2015 14:11
Olá Anastácia.
Já fiz diversas consultas de tarot e muitas delas foram muito exatas nas previsões. Por isso acredito muito nas cartas do tarot. Parabéns pelo site.
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: