Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@centroanastacia.com

Cigana Yajuri

|
Escrito por Anastácia

A cigana no baralho de taro

Na astrologia cigana é Taça

(nascidos 21 de janeiro a 19 de fevereiro)

A taça é, entre os ciganos, símbolo de união e recetividade. No casamento cigano, os noivos bebem vinho numa única taça, gesto que representa comunhão eterna. Quem nasce sob esta influência é inteligente, humano, inquieto, original e inovador. Aprecia a sinceridade e vive em função dos outros, acha que todos os seres humanos merecem a sua atenção e dedicação. São pessoas que possuem um temperamento audacioso e humanitário, preocupando-se no seu dia-a-dia com os interesses coletivos. Sabem como se impor e sobressair em sociedade, é anticonvencional e detestam a rotina e o conservadorismo. Estão constantemente à procura de novos ideais, reformulando e renovando, impondo-se pela sua originalidade e criatividade.

As novidades fascinam estes nativos, e por isso entram frequentemente em conflito com a família, que por vezes descuram ou abandonam em prol de causas que considera prioritárias. Assume-se como pessoas preocupadas com o futuro da humanidade e tem uma forte vocação humanitária que se manifesta desde a infância. Apenas testando os seus limites, conseguem encontrar a paz e a sua realização pessoal. O santo padroeiro é São Vicente, a cigana protetora é Yajuri, a flor a papoila, a vela de cor azul-marinho, o perfume a canela e o dia de sorte o sábado.

 

Cigana Yajuri

Uma das mais misteriosas ciganas da astrologia cigana. Viveu na Mesopotâmia, que em grego significa "terra entre nós" uma referencia aos rios Tigre e Eufrates. A mesopotâmia localizado no crescente fértil, cercado por montanhas ao norte e deserto ao sul, atraíram povos, como sumérios, acádios, amoritas, assírios e caldeus. Viajado e comerciante, dedicou-se a vender e comercializar um pouco de tudo. Conhecida pelas suas sábias palavras, conseguia facilmente convencer os outros daquilo que cria. Tinha uma vida sempre ativa e dedicava-se muito a estudar as estrelas e o conhecimento esotérico. Por isso tinha muita curiosidade em saber o futuro e acreditava em poder mudar as estrelas e o seu caminho. Teve vários pretendentes, mas foi Marco o homem que acabou perdido de amores e teve dois filhos. Devido a sua natureza de aventureira decidiu mais uma vez seguir a rota em direção a Oeste e foi na travessia do deserto onde passou as maiores provações juntamente com a sua família. Acabou por atingir o seu objetivo, após muitos anos de travessia e sofrimento e aprendeu a dar mais valor ao dia-a-dia do que o futuro. Onde esteve sempre conseguiu obter ganhos e estabilidade, pois a sorte sempre esteve consigo. Morreu aos 94 anos rodeados de muitos amigos, família e conhecidos. 

 

Oração a cigana Yajuri

“Deus, nosso Pai, nós vos agradecemos porque nos destes a cigana Yajuri como nossa guia e refúgio nas aflições. Socorrei-nos, dia e noite, ó guia orientador. Ajudai os doentes, e os aflitos vinde consolar. O vosso olhar a nós volvei e vossos filhos protegei. Ó cigana Yajuri, dai saúde ao corpo enfermo, dai coragem na aflição, sejas a nossa estrela-guia na escuridão. Socorrei-nos, amparai-nos e dai-nos hoje a graça que vos pedimos. Amém”.

 

 

 
 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: