Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 913 089 277
geral@centroanastacia.com

O que deve fazer? Seguir o Oricha ou a letra Ocha?

|
Escrito por Okanbi / Omo Aggayú

Devemos seguir o que diz nosso anjo guarda e a nossa letra Ocha?

 

Seguindo uma linha de pensamento na Santeria para mim todas as letras são importantes, são uma ferramenta para trabalhar durante toda a vida e tanto há que fazer, para que nós possamos alcançar a tempo o que temos para aprender. Quando nos é dito no Ita o que temos de retificar, é uma forma de compensação pessoal, para que possamos compreender o trabalho pessoal que temos, as séries de normas, exigências e obrigações. 

Muitas vezes dizem que o mais importante é o que diz Eleguá e o seu anjo da guarda, sendo assim os restantes não teriam sentido, como também não teria sentido receber os outros Santos, e outros Orishás que às vezes são muito necessários para conseguir a estabilidade e nos fortaleçer para vencer e resistir às adversidades da vida. Por esta razão eu não acredito na posição de muitos Santeiros que afirmam que a letra do seu anjo da guarda é a única que o define o que deve seguir.santeria ou santaria cubana em portugal

Em conclusão, quando conhecemos e entendemos quem é Eleguá, Obatalá, Yemanjá, Oshu e Shangó e a forma que influenciam e afetam cada um deles a nossa vida diária, e o estado do nosso ser, saberemos que a palavras deles são indispensáveis para que o novo iniciado siga o seu próprio destino em concordância com a sua Ori (cabeça ou destino) e venha a realizar o seu trajeto neste plano físico em Ara (terra).

Devemos também perceber que nós, seres humanos não só somos recetores de um passado ou karma, mas também após o processo de iniciação, o que colocamos diariamente em todos aspetos da nossa vida, e como lidamos com os Orichás num processo de trabalho intenso, como um processo de livre seleção onde os Santos se "associam” dia a dia". 

Vejo essa ajuda de uma forma singular e pessoal como as notas musicais da natureza. Quando vamos no nosso passeio (vida) e escutamos uma suave brisa normalmente reduzimos a velocidade e admiramos a paisagem e toda aquela brisa suave (Oyá Iansa), quando escutamos os fortes relâmpagos a cair na terra (Shangó) aceleramos o passo e passamos a estar mais atentos. Isto é, o que se passa com todos os nossos protetores que durante a nossa vida na terra, nos avisam ou suavizam o nosso caminho consoante as nossas necessidades diárias. Desta forma estaremos à partida mais avisados e mais protegidos.

Também digo sempre que nunca chegamos a conhecer totalmente o nosso anjo da guarda, pois nunca nos conhecemos a nós próprios na totalidade. Com certa humildade admito que após muitos anos, nesta fase começo a conhecer um pouco das minhas capacidades, habilidades e temperamento que muitas vezes sabemos ter, mas não as aceitamos. Essa sim, será sempre a necessidade de continuarmos a trabalhar com toda a fé e força, mas com a mente em conjunto com todos os nossos protetores são importantes no desenvolvimento e evolução na nossa caminhada espiritual.

 

Okanbi

Com a bênção do meu Pai Aggayú e Yemanjá

 

Para qualquer outra questão sobre este texto, pode-nos escrever para o nosso correio eletrónico e darei mais explicações ou retirarei dúvidas.

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: