OMS e o Reiki

OMS e o Reiki

Após algum estudo nesta matéria não se encontra o Reiki visto como uma terapia apoiada pela OMS. Agora a OMS, o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

Pelo "O Decreto "Alma Ata" que criou a Medicina Alternativa Internacional e estabeleceu em 1962 a "The Open International University For Complementary Medicines", que envolve diversos segmentos tradicionais das medicinas não convencionais. A prática Reiki, embora empregue essa terminologia moderna, é uma prática milenar e está inserida no contexto das práticas terapêuticas alternativas, reconhecida pela OMS e consagrada no Extremo Oriente há centenas de anos." 

Entretanto, após uma pesquisa diretamente no site da OMS, percebi que não havia a citação da palavra Reiki em absolutamente nenhum lugar. Mas um olhar mais atento apercebe-se que não se trata exatamente de Reiki e, sim, práticas com o mesmo "teor", baseadas no mesmo princípio de Energia Vital (Prana, Ki...), muitas delas citadas nominalmente no site. Atualmente o site da OMS cita várias práticas não convencionais de saúde, inclusive Reiki em alguns trechos, versando sobre sistemas e pesquisas sobre tratamentos, mas NUNCA o citando como reconhecido oficialmente. Estou absolutamente certo, pelas experiências e resultados obtidos ao longo dos últimos anos de prática com Reiki, que isso não é absolutamente significativo para os seus praticantes.

Não é o reconhecimento oficial, ou a ausência dele, que determina a eficácia do método. Espero ter vindo contribuir para a clarificação das dúvidas levantadas sobre o Reiki e o reconhecimento pela OMS.